Crítica: A Criada (2016)



por Marina Mayrinck

O filme se passa durante a ocupação japonesa na Coréia, na década de 30.  Alguns golpistas coreanos planejam um golpe contra uma herdeira nipônica japonesa que vive em uma mansão isolada com seu tio autoritário.  Porém a convivência de uma das golpistas com a herdeira começa a afetar o destino do plano.

Pra mim o filme foi só mais uma constatação de que Park Chan-Wook não recebe o nome de “mestre do cinema coreano” em vão – vide o fantástico “Oldboy” – 2003. Quem não gosta dos famigerados plot-twists né? Esse filme vem com alguns que vão te deixar boquiaberto! Dá-lhe reviravoltas! O longa foi merecidamente vencedor do Prêmio do Público de melhor filme internacional na 40ª Mostra de SP. The Handmaiden é um filme cuja narrativa se constrói de forma lenta, aos poucos, mas tudo muito bem apoiado  num jogo de alternância dos pontos de vista, que te faz duvidar das certezas iniciais, quase sempre. O suspense é intrigante, na maior parte do filme, mas sim, estamos falando de um filme grande, são 140 minutos.


Mas não vá com muita sede ao pote se você espera algo sangrento,  estamos lidando com um thriller psicológico – excelente, diga-se de passagem -  em que a “monstruosidade” é abordada de forma extremamente delicada: O foco de acordo com o ponto de vista,  o jeito como  mescla liberdade das cenas externas da casa,  com a claustrofobia dos cenários internos, os tons pastel no cenários de dentro da casa que te permitem sentir toda morbidez, toda tristeza. A fotografia é ma-ra-vi-lho-sa. A trilha sonora é muito boa, mas mais do que isso, o diretor soube dar o devido valor ao silêncio. Pura poesia! E poesia erótica tá? Daquelas que você se vê tomado pela sensualidade. Alternando entre a ingenuidade e um voraz instinto sexual. E as cenas de sexo são extremamente realistas. Pra mim, um dos poucos filmes que consegue fazer isso desde “Azul é a cor mais quente” – do cinema francês, dirigido por Abdellatif Kechiche.


Como eu costumo dizer: As mulheres ainda vão dominar o mundo! E eu nem tô falando só do roteiro, viu?  A atuação das protagonistas é impecável, principalmente a da sul-coreana Kim-Min Hee, que faz o papel da herdeira, personagem que precisa demonstrar várias faces diferentes, em diversos momentos do filme.  Kim-Tae Ri, interpreta a golpista, e também não deixa a desejar, e apesar de não conhecer muito do trabalho da atriz, acredito que esse papel provavelmente está entre os seus melhores.
 
The Handmaiden é um filme intrigante, marcante, com um roteiro muito bem contado e que merece ser visto não somente pelos fãs do cinema coreano, como por todo cinéfilo. E você pode fazer o download dele aqui no site! Super recomendo!


0 comentários:

Postar um comentário

 

sobre o filme-c

site dedicado ao compartilhamento/download de filmes e séries nas categorias terror, sci-fi, mistério/suspense e trash's, dos mais antigos aos mais recentes. Façam bom proveito e façam também seus pedidos :)

Termos do Site

todos os arquivos de torrent que se encontram no filme-c, estão hospedados na própria internet, fazer o download desses arquivos através do nosso site é de única e exclusiva responsabilidade tua.